“O Artesanato Solidário/ArteSol em 2000 deu início ao projeto de resgate e valorização do artesanato de tradição em trançado de palha de carnaúba com mulheres artesãs da comunidade de Ilha Grande de Santa Isabel. Esse projeto criou a Associação de Artesãos em Trançado da Ilha Grande de Santa Isabel.

Hoje a associação é composta por 20 mulheres e 5 homens, que se respeitam e valorizam. Os artesãos de Ilha Grande possuem forte espírito de colaboração. Um exemplo foi quando as chuvas do inverno castigaram a comunidade: alguns artesãos tiveram danos em suas moradias e a sede da associação foi atingida e parte da produção foi perdida. A sede foi reconstruída com a ajuda de todos e por uns tempos foi utilizada como abrigo para os artesãos que não tinham para onde ir.

A sede da Associação, que é aberta a visitação, conta com um espaço para produção, comercialização, estoque, tingimento da palha e secagem. A manutenção e o controle dos equipamentos são feitos pelas próprias artesãs, apenas o controle do estoque de materiais que é feita pela presidente.

O Artesanato e a Técnica:

As matérias-primas utilizadas são a palha de carnaúba e anilina (corante). As ferramentas utilizadas na produção são: faca, tesoura, agulha e fita métrica. Preocupadas com a preservação da vegetação e de sua matéria-prima, as artesãs aplicam as noções de manejo sustentável da carnaúba na sua retirada: têm cuidado para não cortar o olho da carnaúba, para que ela possa brotar novamente. O transporte da matéria-prima até a sede é feito de bicicleta ou nos ombros.

Os principais produtos do grupo são mandalas, cestos, pratos com desenhos tribais, entre outros.”

[Fonte: Artesol]

© fotos do acervo por Pierre Yves Refalo. Para compra de peças entre em contato direto com os artesãos.