A Comunidade de Urucureá

A comunidade de Urucureá fica situada na Amazônia, próxima da cidade de Santarém (Pará – Brasil), nas margens do Rio Arapiuns. A comunidade é formada por aproximadamente 50 famílias e é conhecida na região pela qualidade de seus artesanatos. Essa foi uma das primeiras comunidades atendidas pelo Projeto Saúde e Alegria, ONG estabelecida na região há 30 anos que incentiva as populações atendidas a desenvolver e aproveitar o que a sua comunidade tem de melhor , e também a primeira a entrar na Rede Tekoha.

Urucureá possui uma escola de ensino fundamental e médio que além de atender aos estudantes da comunidade recebe também alunos de comunidades vizinhas. Há um micro-sistema de distribuição de água encanada para as casas, mas não há posto de saúde, apenas um agente comunitário de saúde – os doentes são encaminhados para Santarém. Os únicos meios de comunicação da comunidade são um telefone público e uma rádio conectada à rede do Projeto Saúde e Alegria.

No caso de Urucureá, o grupo de mulheres da comunidade revitalizou uma antiga tradição que estava sendo abandonada: a produção de cestarias em palha de Tucumã (Astrocarium tucuma), uma palmeira nativa encontrada na Amazônia.
A Tucumã tem um grande poder de regeneração: após 30 dias da retirada de uma folha, outra já nasce e o tingimento da palha é elaborado a partir de folhas e frutos locais. Isso permite o manejo sustentável desta palmeira e este processo é certificado pelo FSC (Forester Stewardship Counsel).

A partir do resgate das técnicas artesanais, da diversificação dos produtos, do melhor controle de qualidade e do fortalecimento da organização e auto-gestão comunitária, o Grupo de Mulheres não apenas aumentou a produção, como também passou a comercializá-la nos grandes centros urbanos do país. Hoje, o grupo destina 15% dos lucros para um fundo rotativo da comunidade, utilizado para ações que favoreçam o combate à desnutrição e à saúde materno-infantil.

A Associação da Comunidade de Urucuréa atualmente conta com 34 famílias na atividade de produção de cestaria em palha, o que fez com que a renda familiar aumentasse em 80%. O manejo da palha é certificado pela Imaflora, que garante a inserção dos seus produtos no mercado nacional em grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro, São Paulo, Natal, Manaus.

 

[Fonte: http://www.redetekoha.com.br/portal/urucurea/]

Outras peças de Comunidade de Urucureá

<<
  • I_054a_souplastucumarte
>>
© fotos do acervo por Pierre Yves Refalo. Para compra de peças entre em contato direto com os artesãos.